2021-07-16

Ciência Viva no Verão - Centro de Ciência Viva de Estremoz

 



Já estão abertas as inscrições!

De 15 de julho a 15 de setembro, a Ciência vai estar na cidade, no campo... e na praia!

Nas férias, a Ciência sai à rua em todo o país com centenas de ações de participação gratuita, organizadas por Centros Ciência Viva, instituições científicas, autarquias, empresas e associações científicas.

São mais de 300 ações que permitirão aos portugueses levar a ciência na bagagem de férias, sempre na companhia de especialistas.

Centro Ciência Viva de Estremoz deixa os seguintes desafios (clica nas palavras).


E há mais atividades noutros Centros de Ciência Viva. Vê aqui.





2021-05-06

Dia Mundial da Língua Portuguesa

"Da minha língua vê-se o mar. Na minha língua ouve-se o seu rumor como na de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto. Por isso a voz do mar foi em nós a da nossa inquietação."                    

                                                                                                                                                Vergílio Ferreira 








2021-05-04

"De que cor é um beijinho?", Rocio Bonilla

Autor do mês de maio - 1.º Ciclo

 


 








Semana dos Afetos - GR Educação Especial


 

Semana dos Afetos - GR Educação Especial

 Dia do Vermelho




Vermelho é a minha cor,

Sou paixão que arrebata amores,

Mostrando nos meus versos

Toda leveza do meu corpo em fogo.

É fogo que queima a pele,

É o medo e a coragem...

É o silêncio e o grito da verdade,

É o gelo derretendo a tua carne.

És gaivota que perdeste o voo,

Não sabes o que sentes ainda,

Nada muda o que está escrito,

Nem o beijar solitário da tua boca

Nem a distância que entre nós existe.

É a desconfiança e a esperança,

É a contradição de sentimentos,

É a saudade que machuca o corpo,

É o amor que aconteceu com força.

Sonhos possíveis do coração,

Viajantes em busca de emoção,

Sonhando com um amor

Que vive e morre de paixão.

                                                                                    Márcia Rocha


Semana dos Afetos - GR Educação Especial

Curta metragem para exploração no dia do amarelo:






 

Semana dos Afetos - GR Educação Especial

 Dia do Amarelo


Poema Amarelo light

Um poema amarelo
tem de rimar
obrigatoriamente
com caramelo. Isto
na perspetiva idiota
do poeta idiota como uma frota
que sou eu.

Amarelo é a cor dos dentes
de quem fuma e não só. Os meus são verdes
porque fumo erva mas não dessa.
A que eu prefiro é a do estádio nacional
porque é pouco pisada, não sabe mal,
e provoca uma risada
contida
mas integral.

Amarelo é a cor dos que não fazem
greve. Os outros são vermelhos e sabem
quem foi o brejnev.

Amarelo é a cor do Verão
quando não chove
e a cor do Inverno quando faz sol.

Amarelo sou eu:
o berrante, o chato,
o irritante. Aquele que escreve poesia
como quem mata um elefante.


                                                    Jorge Feliciano

                                                                                     julho de 2001